Letras de Músicas da Hora

Porto do Amor (part. Luan Santana)

Maná

 

Porto do Amor (part. Luan Santana)

Porto do Amor (part. Luan Santana)

Disse o seu último adeus
E partiu ‘num’ barco no porto do amor
E jurou que voltaria numa tarde fria
Se lançou ao mar
Tantas luas se passaram
E a lua esperava no porto do amor
Só o sol, o vento e o mar era companheiros nessa solidão

Llevaba el mismo vestido
Y por si él volviera no se fuera a equivocar
Los cangrejos le mordían
Su ropaje, su tristeza y su ilusión
Y el tiempo se escurrió
Y sus ojos se le llenaron de amaneceres
Y del mar se enamoró
Y su cuerpo se enraizó
En el muelle

Sozinha, segue seu destino
Sozinha, ela e seu espírito
Sozinha, os sonhos se perderam no mar
Sozinha… no porto do amor

Su cabello se blanqueó
Pero ningún barco a su amor le devolvía
Y en el pueblo le decían
Le decían la loca del muelle de san blas

Muito tempo se passou
E o brilho do olhar nunca se apagou
Sua alma viajou e cruzou os sete mares
Mas sempre vai estar…

Sozinha, segue seu destino
Sozinha, ela e seu espírito
Sozinha, os sonhos se perderam no mar
Sozinha.. no porto do amor

Sozinha, segue seu destino
Sozinha, ela e seu espírito
Sozinha, os sonhos se perderam no mar
Sozinha
Sozinha

Sola, sola en el olvido
Sola, sola con su espíritu
Sola, sola con su amor en mar
Sola… en el muelle de san blas

Se quedó, se quedó
Sola, sola

Sozinha, sozinha
O sonho se perdeu no mar

Se quedó ahí
Se quedó hasta el fin
Se quedó ahí
Se quedó en el muelle de san blas
(sozinha)

Porto do Amor (part. Luan Santana)

Disse o seu último adeus
E partiu ‘num’ barco no porto do amor
E jurou que voltaria numa tarde fria
Se lançou ao mar
Tantas luas se passaram
E a lua esperava no porto do amor
Só o sol, o vento e o mar era companheiros nessa solidão

Ela usava o mesmo vestido
E se ele não tinha voltado para o mal
Caranguejos morderá
Suas roupas, sua tristeza e ilusão
E o tempo escorregou
E os seus olhos encheram-se do sol
E ela amava o mar
E seu corpo estava enraizada
Na primavera

Sozinha, segue seu destino
Sozinha, ela e seu espírito
Sozinha, os sonhos se perderam no mar
Sozinha no porto do amor

Seu cabelo estava branco
Mas nenhum barco devolvia seu amor
E o povo dizia:
Eles a chamavam de "Louca da primavera de San Blas"

Muito tempo se passou
E o brilho do olhar nunca se apagou
Sua alma viajou e cruzou os sete mares
Mas sempre vai estar

Sozinha, segue seu destino
Sozinha, ela e seu espírito
Sozinha, os sonhos se perderam no mar
Sozinha no porto do amor

Sozinha, segue seu destino
Sozinha, ela e seu espírito
Sozinha, os sonhos se perderam no mar
Sozinha
Sozinha

Sozinho, sozinho no esquecimento
Sozinha, sozinha com seu espírito
Sozinha, sozinha com seu amor no mar
Sozinho na primavera de San Blas

Ela ficou, ficou
Sozinha, sozinha

Sozinha, sozinha
O sonho se perdeu no mar

Ela ficou lá
Ela ficou até o fim
Ela ficou lá
Ela ficou no banco dos réus de San Blas
(Sozinha)

Anterior Próximo